Ela e seu coração confuso que não sabe se deve ama-lo



Ele não se encaixava em nada do que um dia ela sonhou em ter. Ela tinha na cabeça certo padrão estabelecido e consagrado há anos, tinha seu estereótipo favorito que fazia parte dos sonhos que tinha diversas noites por mês. De acordo com ela o seu cara não tão perfeito assim tinha que ter uma pele meio pálida, cabelos negros cortados baixinho, mas jamais careca, com olhos castanhos escuros, barba por fazer, um sorriso que mostrava dentes brancos e alinhados, além de um rosto em formato quadrado.

E no restante do corpo ele devia ter ombros largos e que o tronco fosse proporcional as pernas, porque não se atraia em nada por homens estilo sorvete. E que suas roupas não fossem caras demais, pois se andasse por aí exibindo marcas e logotipos era sinal de tentar parecer o que não era, e a última coisa que ela queria era um manequim humano andando para chamar atenção para si. Que ele fosse simples, mas não andar com roupas com furos e manchas de creme dental, e tinha que ser perfumado, mas não com cheiro amadeirado e nem cítrico.

Sim. Essa mocinha é bem exigente e não me surpreende que esteja solteira desde o dia que sua mãe a botou no mundo. E nem que não havia sido beijado por garoto nenhum. Mas ela dizia que havia escolhido esperar, porém chegou a refletir sobre isso e pensou que ás vezes nem era questão de escolha e sim falta de pessoas que a quisessem. Pois parecia que ela era invisível, ninguém a olhava a desejando, ela era a menina amiga, conselheira, inteligente e engraçada, mas não era a menina sensual, provocativa, bonita e cheia de pretendentes.

Mas parecia que algo estava mudando, ela sentia, não sabia como, porém tinha uma coisa que parecia dizer que seus dias solitários estavam chegando ao fim. O problema era que não era nada do que ela sonhou um dia, não fazia parte dos seus padrões, gostos, preferencias e vontades, ele era o oposto do que ela queria, e isso não era justo segundo ela, porém parecia que não havia alternativa. E ela ponderou sobre isso, será que não estava vendo coisas demais onde não havia nada? E se apegando a um raio de sol como se ele fosse o único a lhe dar algum brilho no meio da nevasca?

É certo dizer que ela devia abandonar suas ilusões infantis, abrir os olhos e olhar em volta com maturidade, deixar de ser a adolescente apaixonada pelo ator principal, e ser a adulta que encara a realidade com verdade e menos criticidade. Tinha que diminuir suas irônicas e sarcasmos, ficar afastando a todo custo quem tentava se aproximar, abrir o coração e dar uma chance a quem está tentando ao menos uma amizade sincera. Porém ela tinha medo de errar de novo, de chorar, de gritar sem voz e querer morrer.

Já tinha sido machucada tantas vezes, mesmo que não estivesse propriamente em um relacionamento, mas já sofreu a dor de promessas, de confiar demais, abrir o coração e não receber nada além de mentiras. Cansou de ser a menina que é deixada por último, aquela que fica na fila por tempo demais e quando chega sua vez já acabou o que tinham para ela. Estava triste por ser só, porém via nisso um refugio e preservação das partes ainda intactas.

De acordo com ela tinha que se cuidar sim, proteger sim, se esconder sim, que ele fosse e batesse na porta quantas vezes quisesse porque ela não abriria para qualquer um. Tinha que ser o cara dos sonhos senão preferiria ficar só como sempre foi, e não devia se precipitar e escolher a pessoa errada, porque talvez o seu homem poderia estar a semanas de distancia e quando a visse com outro iria dar meia volta e ir embora.

Além de que tinha Deus no relacionamento, não era só ela e mais um cara, mas era ela, o cara e Deus. Não poderia aceitar menos do que Deus queria para ela, mas também não poderia se fechar e não querer o que Deus havia mandado e ela se recusava a receber. Por isso estava tão confusa, pensativa, reflexiva, não sabia o que fazer, se tinha que esperar, continuar só, ou falar que sim e que tudo bem, vamos tentar.

Estava com tanto medo de dar o passo errado, mas também estava com mais medo ainda de não dar passo nenhum e esse ser o fim da sua felicidade que nem chegou a começar. O que fazer quando não se pode confiar em si mesma? Não há mais nada a fazer senão orar, porque apenas Deus tem a resposta para esse coração confuso que não sabe em quem acreditar, se em si mesma ou nas opiniões dos seus amigos e familiares, ou se a pessoa que se dispõe a se aproximar aos poucos querendo um pouco do seu amor guardado a sete chaves.

Porque orar é confiar em quem sabe de tudo e reconhecer que apenas Ele conhece o futuro, assim sabe qual é o melhor caminho a seguir, se é essa a pessoa mesmo ou se deve esperar por outra. Porque Deus faz além do que pensamos e ousamos imaginar, porém Ele nos dá o que precisamos e que nos irá fazer feliz, e não o que queremos que pode nos provocar uma dor imensa. Então orar, confiar, esperar e dizer sim aqui na Terra quando Ele já disse sim lá do céu. 

Escrito por: Tatielle Katluryn

P.S: Se puder, e quiser, deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. Vou adorar receber <3 
E se quiser me ajudar clique nos anúncios.

Quer conversar sobre algo que sentiu em relação ao texto? Desabafar, pedir ajuda, receber conselhos? Só entrar em contato.



Deus fechou a porta do passado para você seguir em frente



Quantas vezes ela já havia dito aos outros: “Deixe isso para trás e siga com sua vida. Deus já te perdoou, agora você precisa se perdoar.” Ela falava como se fosse simples abandonar o passado e nunca mais pensar nele, ver as lembranças apagadas, o ontem desfeito em pedacinhos e as mágoas sumirem num passe de mágica. Ela sabia que o caminho rumo a cura emocional é árduo, longo e cansativo, já havia tentando ir por ele tantas vezes e sempre parava na beira da estrada e desistia. Nunca havia chegado até o final, pois acabava voltando a estaca zero onde era refém das memórias extremamente dolorosas.

E não há nada mais frustrante do que estar bem num dia e duma hora para outra a dor te invadir, ela simplesmente chega sem avisar e te enche de tristeza, arrependimento e até raiva de si mesma. Por mais que queira deixar tudo para trás sempre algo puxa de volta, quando tenta sorrir alguma coisa aparece para tirar o sorriso da sua boca, e fica constantemente se culpando pelo que houve, fica imaginando o que deveria ter acontecido caso não tivesse cedido, se não tivesse dito sim e deixado o erro acontecer.

São tantos “e se” lhe rodeando, tantas coisas que seriam evitadas, tanto sofrimento que nunca chegaria em seu coração, e fica pensando o quanto seria diferente sem os traumas, os sentimentos ruins, as recordações, as cicatrizes. Seria outra pessoa sem dúvida porque a dor lhe mudou tanto, ela teve que amadurecer anos em meses, construir uma fortaleza alta sem a ajuda de ninguém e fazê-la ser resistente a novas investidas das ilusões e enganos.

Sem falar das noites de choro abafado quando as lembranças vinham, não poderia gritar como gostaria, só ficava quietinha no canto da cama abraçando seu travesseiro molhado e pedindo a Deus forças para levantar da cama no dia seguinte, que seus olhos não estivessem tão inchados e que conseguisse sorrir de forma convincente. Porque não queria que as pessoas vissem esse seu lado mais triste, queria ser a menina feliz, corajosa, esperta e engraçada, não a menina que sofre por dores antigas e não consegue tomar atitudes atualmente sem pensar no passado.

Não queria continuar assim, não poderia viver sua vida dessa forma, tinha que ser livre, deixar tudo ir embora e procurar a si mesma onde havia se perdido. Resolveu levantar e tentar de novo, já conhecia metade do caminho e estava ansiosa para ver o seu final. Então enquanto lia a bíblia encontrou as seguintes palavras em Filipenses no capítulo 3 e versículos 13 a 14: “Não sou ainda tudo quanto deveria ser, porém estou concentrando todas as minhas energias para insistir nesta única coisa: Esquecendo o passado e aguardando esperançoso aquilo que está á minha frente, esforçando-me para chegar ao fim da corrida e receber o prêmio para o qual Deus está nos chamando ao céu, em Cristo Jesus.”.

E essas palavras tiveram um impacto tão forte em seu coração que só queria chorar e agradecer a Deus. Aquele dia em particular não estava sendo fácil, pois o passado encarnado havia voltado das sombras e resolveu dar um oi, então seu coração estava batendo muito rápido, sua respiração estava também acelerada e consequentemente estava nervosa e com medo, porém Deus falou de forma poderosa a relembrando sobre a promessa que havia lhe feito de apagar essas lembranças. Pois Ele já havia a perdoado por tudo, conhecia seu coração e queria que ela se permitisse viver de volta, não a queria mais vivendo no ontem, queria sua menina vivendo o agora sem preocupação e ansiedade, mas com a alma livre de qualquer impedimento de amar de novo e ser amada, podendo sorrir de maneira sincera e sem receio ou desconfiança das pessoas que se aproximavam.

Deus a ama tanto e por isso resolveu fechar de uma vez por todas essa porta escancarada que só a leva a dias passados, e ela aceitou essa nova chance e disse a si mesma e a Ele que não voltará mais para lá. Vai tentar se perdoar, se amar e se libertar porque em Deus tudo isso é possível, a cura logo vem e num novo começo é escrito em sua história de vida.

Para complementar ouça a música: Não quero ser mais eu - Preto No Branco 


P.S: Se puder, e quiser, deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. Vou adorar receber <3 
E se quiser me ajudar clique nos anúncios.

Quer conversar sobre algo que sentiu em relação ao texto? Desabafar, pedir ajuda, receber conselhos? Só entrar em contato.



Escrito por: Tatielle Katluryn

Você me salvou quando eu mesma já tinha desistido de mim


Uma carta para Deus que foi Aquele que me amou primeiro

Meus olhos já marejam só de procurar as palavras que irei te dizer. Procuro em mim e afundo dentro do peito atrás de versos que digam um pouco daquilo que nem mesma eu entendo, pois apenas sei que é um amor que aqueceu minha alma gelada, que trouxe de volta as esperanças que eu havia perdido pelo caminho e me deu uma nova chance quando eu tive a certeza de que tudo tinha chegado ao fim.

Você me deu recomeços quando eu não me sentia pertencente a lugar nenhum, quando eu estava vagando pelo mundo sem saber quem eu era e do que eu era feita, me sentia tão perdida, tão sem rumo, e a única coisa que o caos não levou foi um pedaço de um coração quebrado que continuava te amando. E foi esse amor que me restaurou quando eu estava desfeita em pedacinhos que se recusavam a serem juntados, porque eu não suportava a ideia de ser eu de novo, com toda aquela tristeza ainda morando em mim, me aprisionando no passado e não me deixando sair dos dias tristes que me derrubaram.

Eu estava olhando para o nada ainda tentando entender o que havia me acontecido, estava assimilando onde eu havia caído e como eu iria me reerguer porque a queda tinha sido de um lugar muito alto. Mas você me estendeu a mão quando ninguém me via escondida no escuro, porque a vergonha, a tristeza, a dúvida e a mágoa fizeram eu me esconder de todos. Porém, você me viu, me acolheu e me chamou pelo nome mesmo eu não aguentando ouvir o som da sua voz.

Eu sei que nunca te mereci. Não era preciso você me reconstruir, me refazer, mas você quis trabalhar em uma obra que outros já haviam abandonado e que muitos nem faziam ideia dos serviços que não tinham sido terminados, porque eu não deixava ninguém saber que eu era na verdade um montão de ruínas prestes a desabar em cima de alguma coisa ou alguém. Mas você viu algum potencial no meio do lixo, parecia que enxergava pérolas onde só havia areia, viu propósitos de vida onde tinha apenas o vento levantando outra tempestade.

Parecia que nada de ruim que eu fiz, o problema que eu era e os traumas que eu tinha foram capazes de afastar você de mim. Quanto mais eu ia para longe mais você ia me buscar e como via que eu estava cansada de correr para longe você me trazia nos braços, ainda sussurrando uma canção de ninar que acalmava o tremor do meu corpo e o desespero que queria me inundar. Eu só queria me esconder, proteger você de mim, não era justo os seus sacrifícios para me resgatar, eu não merecia as coisas boas que você fazia por mim e era menos digna ainda das promessas que me deu.

Mas não adiantava eu lançar sobre ti os meus temores, questionamentos e enumerar os meus tantos defeitos, você sempre dizia que me amava e que só queria que eu te deixasse entrar na minha vida para me mudar e me fazer uma nova pessoa. Eu não entendia como essa mudança iria acontecer já que eu era um caso perdido, praticamente estava sozinha, sem apoio da família e amigos porque eles não sabiam dos meus problemas, mas você não se assustou com tamanha obscuridade, pois em vez de me condenar você disse que eu seria cuidada e que cada traço de dor sumiria logo.

Você disse que iria apagar da minha mente aquelas lembranças que consumiam minha felicidade e paz, que iria me dar motivos para sorrir e agradecer por estar viva.  Mas eu não sabia como iria acontecer, até não acreditei no começo, mas quando você começou sua obra em mim tudo foi mudando. Aquilo que era cinza ganhou cor, as lágrimas foram dando lugar a gargalhadas, a solidão sendo preenchida por sua presença, e as minhas mãos foram ungidas para falar de ti a pessoas que sofreram de forma semelhante a minha.

Não fazia sentido uma pessoa como eu tão pecadora ser capaz de ser um canal as pessoas, mas você sempre diz que usa aqueles que não são nada para impressionar aqueles que se acham alguma coisa, faz alguém levantar do pó e se assentar com gente de importância. Mas logo eu? Por que eu? Tem certeza de que quer a mim? Tem tanta gente por aí, posso te dar uma lista enorme! Mas você me quer, não é? Mesmo sabendo do meu passado e que continuarei errando no futuro você ainda me escolheu, me chamou e capacitou porque o que eu irei fazer por seu intermédio é algo grande demais, maior do que jamais pude imaginar. E só tenho a agradecer por ter me limpado, curado, restaurado e me ter feito sua para proclamar o seu amor que me salvou quando eu mesma já tinha desistido de mim. 


P.S: Se puder, e quiser, deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. Vou adorar receber <3 
E se quiser me ajudar clique nos anúncios.

Quer conversar sobre algo que sentiu em relação ao texto? Desabafar, pedir ajuda, receber conselhos? Só entrar em contato.



Escrito por: Tatielle Katluryn

Um ano que transformou jardins em ruínas, mas dias melhores virão



Enquanto sussurrava uma oração, me veio á mente aquilo que tanta gente está falando ultimamente: “Esse foi o pior ano da minha vida!”. E essas palavras tiveram um peso em meus ouvidos porque ver alguém abrir a boca para dizer algo assim, é porque de fato há algo quebrado dentro do peito, algo que não é fácil de consertar e nem de trocar por um novo. Algo chamado coração que depois de tantas pancadas, quedas, rasgos, manchas, não bate como antes e se recusa a acreditar que dias melhores virão.

Até entendo porque esse ano eu vi casamentos de décadas sendo desfeitos, aviões caindo e derrubando vidas e sonhos de pessoas tão queridas, preços aumentando e condições financeiras diminuindo, preocupações crescendo e criando raízes numa alma já ferida pela ansiedade, pulsos sendo machucados porque não basta chorar pelos olhos. E foi doloroso ver tanta dor estampadas no rosto da humanidade, ver a fome corroendo em corpos de crianças tão pequenas, ver a guerra transformar jardins em ruínas e barcos virarem no meio do oceano.

Então posso concordar que esse ano não foi nada fácil nascer, sobreviver e tentar retomar algum projeto pelo qual tanto sonhamos. E eu poderia dizer que é assim mesmo, que as coisas ruins sempre aconteceram e que nós seres humanos que estamos ficando mais fracos a cada dia e não conseguindo suportar a dor. Mas não é assim, eu sei que a dor existe desde a queda no Jardim do Éden, porém se nós nos acostumarmos a ela estamos condenados a sofrer ainda mais.

Por mais que o mundo esteja de cabeça para baixo e que a felicidade mudou de endereço outra vez porque não quer ser encontrada, ainda há esperança, motivos para sorrir, mudar de rotina, crescer na vida, amadurecer pelos danos, aceitar nossa beleza interior e buscar consertar o que precisa de reparos. Não podemos nos entregar porque o caos está batendo na nossa porta, mesmo que haja ameaças de divorcio em nossos lares, previsíveis términos de namoro e noivado, demissões á vista, faculdades a serem trancadas e festas de final de ano regadas a solidão ou na companhia de familiares irritantes.

Mas se entregar de bandeja ao sofrimento é aceitar ele como algo natural e irreversível. Eu sei que ás vezes não temos forças sequer para levantar da cama e encarar um dia que já imaginamos o que dará errado, não é fácil, nunca foi, mas dizer que não tem mais jeito é o mesmo que falar que Deus não tem poder nenhum para mudar essas situações, como se Ele não fosse capaz de fazer nada por nós e nem nos amasse tanto que quer nos ver felizes.

Não sei como esse ano foi para você, se você mais chorou que sorriu, se teve seus sonhos arrancados, se pessoas que você amava te deixaram, se aconteceu coisas que você nunca sequer imaginou que seriam capazes de ocorrer. Mas não se entregue, pode até lamentar os acontecimentos, até chorar ao se lembrar do quanto doeu, porém levante seus olhos e respire fundo porque nada está perdido, ainda não é o fim. Mesmo que nesse ano você não tenha conseguido realizar nenhuma das suas metas, nem tenha visto um rastro da felicidade passar perto de você, mas isso não é sinal de que tudo continuará dando errado.

Eu não posso falar o porquê dos seus sofrimentos tenham ocorrido, mas acredito que Deus tem um propósito em cada novo aprendizado que você recebeu esse ano. Eu imagino que você deva ter mudado em pontos que nunca tinha conseguido alguma transformação. Você deve ter amadurecido, deixado ilusões infantis, fortalecido seu coração, além de que sua fé foi testada e já que ainda está de pé eu tenho certeza que você foi aprovada, e que logo estará bem.

Que tal refletir sobre esse ano e imaginar que se algumas dores não tivessem vindo você não teria aprendizado lições valiosas sobre coisas importantes. Além da parte ruim eu tenho certeza que esse ano não foi feito apenas de tempestades, deve ter tido lindos dias de Sol onde você conheceu pessoas especiais que irá levar consigo o resto da vida, ouvido a voz de Deus de diferentes formas, visto um lado seu que nem sabia que existia e percebido que a volta de Jesus está mais próxima. Então, vamos trazer de volta aquela esperança de acreditar novamente nas promessas que Deus te fez porque Ele é fiel para cumprir, e se não foi esse ano será no próximo, ninguém sabe, nem eu e nem você, mas de uma coisa sabemos: Tudo é possível para aquele que crer. 

P.S: Se puder, e quiser, deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. Vou adorar receber <3 
E se quiser me ajudar clique nos anúncios.

Quer conversar sobre algo que sentiu em relação ao texto? Desabafar, pedir ajuda, receber conselhos? Só entrar em contato.



Escrito por: Tatielle Katluryn

Ela só quer sumir porque até hoje sua dor nunca foi percebida



Último mês do ano e ela já estava se imaginando usando sua melhor roupa ao estar sentada no sofá tocando na tela do celular, se via com o rosto sem expressão, mas por dentro havia uma tristeza escondida por se sentir sempre tão só no mundo e esse dia ser o pior de todos dizendo respeito a solidão. Por mais que estivesse rodeada por familiares sorridentes que traziam presentes, e outros que passavam com bandejas e panelas nas mãos, com seus primos correndo em volta e bagunçando o que sua mãe passou horas arrumando, algo em seu coração dizia que aquele não era seu lugar.

Então se encolhia no canto do sofá e tentava não levantar o rosto, mas não estava conversando com ninguém em especial, só estava rolando a tela e curtindo fotos de pessoas que estavam se divertindo ao lado de amigos, enquanto ela não tinha ninguém, pois os poucos amigos que possuía tinham seus próprios melhores amigos e estavam com eles nesse momento tão especial que para ela era comum.

Comum porque não passava um dia em que não sentia que havia de algo de errado consigo mesma, não sabia se a culpa era do seu corpo fora dos padrões, dos seus risos que quase não se faziam ouvir, ausência de assuntos interessantes para falar, desanimo para sair de casa e ir visitar quem não via há tempos. Mas sentia e não podia negar que havia algo ruim que fazia os outros se afastarem e fazê-la ser tão só.

E essas festividades de final de ano a faziam se lembrar de quem a abandonou, sentia saudade de quem não voltaria mais, a fazendo se sentir ainda mais insignificante e sem importância, por isso não havia sentido dela estar ali se estava tão infeliz, então decidiu que quando chegasse o dia era iria se levantar e sair para qualquer outro lugar, iria se misturar na multidão ou se esconder numa parte que não havia ninguém, só não aguentaria ficar ali.

Mas é como dizem, correr dos problemas não os faz sumir, então para que fugir se eles estavam guardados em seu coração? Aonde quer que fosse lá estariam seus problemas a perturbando e tirando o sono porque, afinal de contas, ela era o problema. Ela sabe disso, pois tem uma espécie de depressão moderada que se não tratada irá ser violenta, mas ela prefere ir adiando o momento que irá abrir a boca e pedir socorro. Vai indo, se arrastando, limpando as lágrimas antes que alguém veja, protegendo as partes intactas de novas quedas e botando mais tijolos nas muralhas que a rodeia.

E quem irá notar se ela for? Ninguém. Pode simplesmente se recolher em seu quarto, tirar um livro da estante e se jogar na cama que tudo ficará bem, ou pelo menos essa dor será anestesiada. Porque ultimamente ela procura meios para se entorpecer, para ficar umas horas sem sentir nada além das batidas lentas do seu coração e o som suave da sua respiração subindo e descendo em seu peito. Mas ás vezes nem mesmo os livros resolvem porque eles dão uma amostra de quem ela é e não há nada pior do que se ver nos personagens.

Então fica a pergunta sobre o que ela irá fazer já que fugir não adianta seja para lugares distantes ou o próprio quarto. O que se recomendaria a essa moça que só quer se esconder onde não poderá ser encontrada pela infelicidade e sentimento de inferioridade? Acredito que a resposta não seja tão clara quando gostaríamos de dar, mas por se só já é mais do que o bastante para ela se libertar de todo esse peso que carrega por não aceitar quem é.

Ela precisa antes de tudo saber que há um Deus que a ama do jeito que ela é, mesmo que a maioria das pessoas não consegue ama-la Ele pode porque é o próprio Amor. Deus quer que ela seja livre desses sentimentos que só a fazem sofrer, Ele quer que essa menina se permita o amor próprio, que pare de perseguir a perfeição, que derrube os muros e deixe as pessoas entrarem, que deixe de lado seus medos e inúmeras desconfiadas porque se continuar assim não conseguirá se relacionar não ninguém.

Eu sei dos medos dela, pois essa garota já confiou e teve sua vida virada de cabeça para baixo, e depois viu pessoas se afastarem sem saber o motivo, então ficou procurando as razões e botando a culpa em si mesma. Mas ela é bonita do jeito que é por mais que não aceite, tem um coração disposto a amar mesmo que esteja quebrado, só precisa parar de olhar para baixo e tem que se envolver mais com as pessoas a sua volta porque nem todos tem a intenção de machuca-la, alguns só querem estender a mão e ajuda-la a enfrentar os próprios demônios. Então, que ela se permita, liberte, prossiga, porque Deus a botou nesse mundo para ver a luz e não viver em trevas.


P.S: Se puder, e quiser, deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. Vou adorar receber <3 
E se quiser me ajudar clique nos anúncios.

Quer conversar sobre algo que sentiu em relação ao texto? Desabafar, pedir ajuda, receber conselhos? Só entrar em contato.



Escrito por: Tatielle Katluryn

Se Deus permitiu essa dor é porque Ele sabe que você é capaz de suportar



Se tem uma coisa que me deixa triste é saber o quanto você está sofrendo e estou tão longe que não posso ajudar de outra forma a não ser te escrevendo. Já passamos por tanta coisas juntas, você lembra? Sinto falta das nossas risadas em sintonia, de contar pessoalmente algo que me aconteceu e você me entender na hora, ás vezes até mesmo antes de eu abrir a boca você compreendia porque via o que havia no meu olhar. E você também não precisava dizer muito porque eu conseguia enxergar sua dor através dos seus suspiros de pesar.

Eu sempre te digo que se existe alguém que merece ser feliz essa pessoa é você, e acredite em mim quando digo isso porque é a mais pura verdade. Você tem um coração que nunca encontrei em outra pessoa, você consegue amar sem esperar algo em troca, mas dá partes de si mesma e inunda os outros com sua luz. Tantas vezes eu me encontrei perdida e você me estendeu a mão, quantas noites eu passei chorando e você no outro dia tentava me animar, e logo eu que as pessoas não davam tanta importância, nem valorizavam minha companhia, mas você via algo em mim que ninguém era capaz de enxergar.

E agora estou aqui para te dizer que você é mais forte do que pensa. Eu sei que você já pode estar cansada de ouvir isso de mim porque a cada dia mais os seus sofrimentos aumentam e parece que não tem nada além de escuridão no fim do túnel, mas você ainda está de pé mesmo com seus pés machucados de tanto correr atrás da felicidade, ainda consegue sorrir das bobagens que eu falo para te alegrar, e tem fé dentro do coração por mais que tenha orado a Deus e as coisas ainda não tenham melhorado.

Só te peço para não perder a fé, eu sei que é ruim orar e não ouvir nenhuma resposta vindo de Deus, parece que os céus taparam os ouvidos para a sua voz e não importa quantas lágrimas derrame porque Jesus não aparece para enxuga-las. Mas meu pedido é que você olhe em volta e procure nos detalhes a mão de Deus providenciando o seu milagre. Por mais difícil e complicada que sua vida esteja sendo você ainda tem coisas para agradecer, podem ser pequenas, frágeis e até insignificantes, mas ainda tem motivos para olhar para o céu e dizer: “Deus, muito obrigado!”.

Porque o simples fato de você não ter desistido já diz muito sobre o tamanho da obra de Deus na sua vida, e vou repetir só para você não esquecer: Deus não permite dores que não somos capazes de suportar. Então se ele deixou essa tristeza entrar no seu coração é porque através dela Ele te fará ser ainda mais forte. E se você olhar para trás e se perguntar quais foram os momentos que mais aprendeu na vida, sem dúvida foram naquelas situações mais ruins, tristes e dolorosas. E nós sabemos a quantidade de dias escuros que você teve que passar e o quanto foi difícil se recuperar deles para continuar vivendo.

Dói falar sobre o que te aconteceu, eu sei as perdas que você já sofreu, a vida já te derrubou tantas vezes que você chegou a desaprender como era estar de pé, porém aquela dor enorme já está cicatrizando e por ela você aprendeu a valorizar mais as pessoas que estão perto de você e que te amam. Infelizmente você ainda terá que suportar muita coisa, principalmente essas pessoas que te tratam tão mal e ainda querem que você só faça o bem a elas, mas não se torne aquilo que te feriu, continue dando flores para quem te presenteia com espinhos.

Porque eu creio que grande será a recompensa que Deus te dará. Não sei quando essa tempestade vai passar, mas já começo a sentir o vento forte soprar para longe essas nuvens cinzas que tanto te maltratam. Logo você terá a sua tão aguardada felicidade ao lado de quem te ama, terá seu lar cheio de paz, realizará seu grande sonho, terá momentos onde se lembrará das dores e vai sorrir porque elas chegaram ao fim. Apenas não desista mesmo que não veja nenhuma solução para os seus problemas.

E outro ponto a se mencionar é que nunca vi Deus permitir o sofrimento na vida de pessoas fracas, porque Ele sabe que elas não serão capazes de aguentar e vão perder a fé ou a vida. Mas Ele manda para a guerra os soldados preparados para a batalha, aqueles que Ele sabe que tem as ferramentas necessárias para vencer o inimigo que os rodeia e o inimigo que vive em suas mentes. Você é capaz de aguentar mais uns anos se preciso for, você vai conseguir nadar contra a correnteza que quer te arrastar e vai encontrar o barco chamado Fé.

Então, aguente firme até que esse peso sobre seus ombros sejam aliviados. Aguente firme até que Deus traga a você os resultados da sua colheita. Aguente firme até ver o Sol sair de trás das nuvens e aquecer seu coração que ficou gelado depois de tanto sofrimento. Aguente até lá mesmo que prossiga se arrastando, ainda chorando, lamentando e não vendo muitos motivos para agradecer, mas, por favor, não desista, tem pessoas que não conseguiriam viver sem você e Jesus quer te dá uma vida melhor aqui na Terra, apenas mantenha a fé, esperança e persistência guardadas a sete chaves na sua alma frágil como porcelana, mas forte como uma muralha de pedras. 

Para complementar o texto ouça a música: Até Lá - Rafaela Pinho 


P.S: Se puder, e quiser, deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. Vou adorar receber <3 
E se quiser me ajudar clique nos anúncios.

Quer conversar sobre algo que sentiu em relação ao texto? Desabafar, pedir ajuda, receber conselhos? Só entrar em contato.



Escrito por: Tatielle Katluryn

É coisa demais para alguém suportar sorrindo



Ela sorri de uma forma que convence que tem dentro de si toda a felicidade da raça humana. Ela ri de uma maneira que não resta dúvidas sobre um suposto coração que vive saltando de alegria. Ela gargalha como se nunca tivesse chorado e nem tivesse qualquer traço de tristeza riscando sua alma supostamente sem manchas. Ela aparenta estar bem porque só anda de bom humor, contando histórias engraçadas sobre si mesma e tropeçando nas piadas que encontra pelo caminho.

Ela só ri, sorri demais, gargalha alto que assusta quem está desapercebido e parece ser feliz ao extremo, sem problema nenhum na vida, mas a verdade é que tamanha felicidade não passa de uma farsa bem encenada por uma menina atriz que esconde suas emoções. Ela mora dentro de uma fortaleza levantada em volta do seu coração, porque cansou de ser vulnerável e acabar tendo seu bem mais precioso roubado por quem promete amor, mas na verdade não está disposto a cumprir sua promessa.

E quem a julgará por isso? Se fechar não é autopreservação contra quem fere com seu toque? Porque não se sente mais nada depois que o furacão passa e destrói tudo rapidamente, transformando o que era puro e belo em um montão de ruínas. E sua frieza foi o que restou depois da tempestade. E ela chove vez ou outra. Então suas lágrimas a fazem boiar noites inteiras agarrada com seu travesseiro sujo de rímel.

É coisa demais para alguém suportar sorrindo. É muito sentimento, é muita lembrança ruim, é muito arrependimento e é muita vontade de voltar atrás para mudar tudo que lhe aconteceu tragicamente. Quando ela só queria ser amada e receber na mesma intensidade tudo que havia dado por anos, só queria ter a retribuição dos seus afetos, ser cuidada como merece e consolada quando precisasse, e não parecia pedir muito logo a ele, que no passado lhe prometeu um futuro tão lindo.

Ela acreditou novamente naquele antigo amor e se deixou levar pela correnteza que a afogou antes que percebesse que estava afundando. Foi tão rápido e as marcas ainda fazem parte da sua mente. Ela ainda pensa naquilo, ainda dói, ainda mata tudo que é calma e paz. É triste viver rodeada de lembranças e é pior ainda correr e elas virem atrás, mas não há mais nada a ser feito, a não ser aceitar que aconteceu e que deve seguir em frente, mesmo que seus pés se recusem a sair do lugar. Além disso, ela precisa olhar para seu erro e reconhecê-lo como um ato cometido em um momento de fraqueza, e depois olhar para si mesma e ver que esse erro não a define. Por isso, ela precisa ir para o mais longe possível de qualquer traço do passado. Porque foi depois disso que tudo mudou, ela estava indo bem e num dia tudo desmoronou, e desde então nada mais ficou certo, as coisas ficam dando errado toda hora.

Mas ainda há um jeito de concertar as partes quebradas e ficarem novas. Não será algo que apague o que houve, mas é um ato libertador. Ela precisa buscar os braços de Deus e encontrar Nele as respostas que precisa para continuar, apesar de já ter tentado e não ter conseguido ouvir nada, a não ser o zumbido no seu ouvido no silêncio. Ela orou, pediu e nada foi feito, nada aconteceu, mesmo que tenha havido momentos onde chegou a sentir aquele leve ardor no coração e vontade de recomeçar.

Ultimamente, ela só se enche de dúvidas e abandonou todas as suas certezas, porque se afastou tanto de Deus por se sentir indigna que não conseguiu aceitar o seu grande amor. Ela vive como se Jesus tivesse morrido na cruz por todos, menos por ela. Anda por aí como se o Espírito Santo não quisesse mais levar as suas orações até a Deus. Ela desistiu de uma forma que dói quando a vemos tão perdida assim, buscando nos lugares errados o que nunca irá encontrar.

Mesmo que ainda doa, mesmo que não tenha as respostas, mesmo que não se sinta o bastante, mesmo que a solidão na multidão seja constante, ela precisa voltar. Não correr para longe, não se mover para trás, mas voltar e se ver como uma pessoa pequena demais para não depender de Deus. Ele a quer de volta. Ele a ama tanto que o Céu quase chorou de tanta saudade que Ele sente da sua voz. Então, menina, volta assim mesmo, quebrada e com medo do futuro, mas volta.

P.S: Se puder, e quiser, deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. Vou adorar receber <3 
E se quiser me ajudar clique nos anúncios.

Quer conversar sobre algo que sentiu em relação ao texto? Desabafar, pedir ajuda, receber conselhos? Só entrar em contato.


Escrito por: Tatielle Katluryn

Aquela canção que diz o que precisávamos ouvir de Deus



Quando eu começava a achar que minhas lágrimas caíam em vão, que meu choro baixo não era ouvido por Ele e minhas orações não teriam nenhuma resposta, Deus confirma á sua maneira que estava sim ao meu lado durante aquelas noites que não dormi, que me abraçou quando não havia ninguém comigo e se importava com meu pranto não deixando eu me afogar em lamentos.

Eu tive essa certeza em uma noite de domingo onde eu me dirigi para o templo. Já saí de casa com a expectativa de ouvir finalmente as respostas que meu coração tanta desejava, de poder saber o que Deus quer de mim e qual o proposito Dele na minha vida. E se já podia abandonar várias coisas, fechar portas, dizer adeus a algumas pessoas, pois eu estava me preparando há um tempo para abrir mão de tudo se fosse a vontade Dele para mim.

Mas o que eu menos esperava era que Deus falasse não da forma que eu queria, mas da maneira que eu precisava. Estava eu ali com o coração acelerado e com um sorriso bobo no rosto ao ouvir a melodia daquela canção, eu disse para mim mesma: “Não acredito que vão tocar essa música!”. Não sei se já a cantaram antes, mas eu senti que naquela noite aquele hino era para mim porque eu tinha que ouvi-lo novamente e sentir uma nova palavra sair daquelas letras.

“Quando todos os meus medos já não cabem mais em mim...” Essa é a primeira frase da música e já me segurei na cadeira para não chorar, por mais que sempre chore nos cultos e não ache isso nada ruim, mas naquela noite eu fiz de tudo para não deixar meus olhos marejarem. Pois essa música chamada Eu Cuido de Ti, ouvida na voz da Cláudia Canção, me foi apresentada por um amigo num momento desolador que eu me encontrava e Deus falou fortemente comigo através dela.

E naquele momento Deus queria que eu soubesse de novo que eu devia ficar calma, pois ultimamente andava com um desespero no coração querendo saber o que fazer com minha vida. “Muitas vezes os seus planos não consigo entender, mas prefiro confiar sem compreender.” E eu realmente tinha que confiar mais em Deus, minha ansiedade só mostrava minha falta de confiança como se Deus não fosse capaz de fazer tudo por mim. Ele falou que cuida de mim e por isso preciso me acalmar porque Ele não está demorando, mas sim me preparando para o meu futuro. “Eu sei o tempo certo da vitória te entregar, este tempo é necessário pra te amadurecer e depois tem novidade pra você.”

Nisso a mensagem já estava entregue, minha noite estava ganha, mas quando esse louvor terminou outro ainda mais forte começa. Se tratava da música Aquieta Minha Alma do Ministério Zoe e te pergunto: Quem nunca chorou a ouvindo? “Eu sei que mesmo sem entender você está no controle, então me esconda no Teu coração, me amarre a Ti pra eu não desistir. Eu não quero mais fugir da Tua vontade pra mim, eu sei que vai ser difícil, mas Você estará sempre comigo.” E esse trecho em especial parecia que trazia algo que eu nunca tinha ouvido antes, era Deus me falando novamente para manter a calma porque Ele sabe como fico nervosa quando penso no futuro, como quero saber o que fazer e não tenho certeza de muita coisa, apenas sinto que Ele tem algo grande para me entregar.

E que o medo aumenta e só penso em desistir antes mesmo de ter começado algo, mas eu sei que não posso fugir dos propósitos de Deus mesmo que essa vida de entrega me assuste.  Então me lembrei das promessas que Ele me fez e me entregou em duas profecias, eu infelizmente não me lembrava delas, mas sabia que se tratavam sobre sonhos que me enchiam o coração e que Ele falou que iria realiza-los. E ainda pensando em sonhos, depois de outro louvor que falava sobre ser melhor estar na casa de Deus do que em outro lugar, um amigo da minha família se dirigiu a frente e pegou o microfone.

Ele disse que estava com a garganta muito inflamada e que por isso pensou em recusar o convite de cantar, mas que Deus era maior e por isso iria cantar mesmo assim. E ele me pegou de surpresa, eu cheguei a rir de nervoso porque aquilo não era possível, coincidências não existem, mas há o dedo de Deus nas coisas. E ele cantou Sonhos de Deus de Preto no Branco, a canção que ouvi horas antes e que havia me feito chorar. A mesma música que mandei minutos antes a amigas e Deus falou fortemente com elas. E percebi o quanto Deus me ama, bem mais do que eu imaginava.

E sobre essa canção é complicado escolher um trecho especifico porque cada letra é sobre mim, sem exagero. Mas escolhi essa: “Os sonhos de Deus são maiores que os teus, tão grandes que nem pode imaginar, não desanime filho Eu vim te consolar, nas minhas promessas volte a acreditar.” Porque o que Deus mais queria que eu fizesse era acreditar novamente nas promessas que me fez há tantos anos, que meus sonhos por mais loucos não são vãos e sim foram criados por Ele.

Talvez para outras pessoas foram apenas louvores comuns, mas para mim foram confirmações. Era Deus me dizendo que estava ouvindo minhas orações, que estava no meu lado quando subi para a parte vazia da casa e fiquei olhando o céu noturno enquanto chorava tanto ouvindo músicas. Ele ouviu quando eu falei que não sabia o que dizer, mas que ao cantar essas músicas eram minhas orações, que eram aquilo que eu tinha que falar e não sabia como. Então olhe ao redor e veja se Deus não já falou contigo, mas mantenha o coração aberta porque Ele muitas vezes não diz o que esperamos e nem da forma que queremos. 

Para complementar ouça as músicas: Cuido de Ti - Claudia Canção, Aquieta Minha Alma - Ministério Zoe, Sonhos de Deus - Preto no Branco



P.S: Se puder, e quiser, deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. Vou adorar receber <3 
E se quiser me ajudar clique nos anúncios.

Quer conversar sobre algo que sentiu em relação ao texto? Desabafar, pedir ajuda, receber conselhos? Só entrar em contato.



Escrito por: Tatielle Katluryn

Ela quer ser amada através das palavras



Talvez fosse melhor ela desistir dessa vontade maluca de alguém se apaixonar por ela através da sua alma escrita e não pelas curvas do seu corpo. Ela queria ser reconhecida pelo que fazia e não pelo que aparentava, pois desejava que a pessoa visse seu coração antes do seu sorriso, já que o seu lado bonito estava preso dentro do peito e nada do que estava fora era capaz de mostrar tamanha beleza.

E quase ninguém percebia logo ela que era linda a sua maneira por mais que não acreditasse muito nisso, pois apenas achava que tinha um leve frescor em seus modos de falar sobre suas emoções, mas nada digno de nota já que nessa sociedade uma pequena parcela dar algum valor a sentimentos, ainda mais os sinceros que beiram o drama, pois sabia que o mundo admirava um corpo escultural de acordo com os estereótipos que algum idiota estipulou. Então ela não tinha chance de brilhar porque as pessoas a deixaram em completa escuridão.

Mas quando conseguia deixar a timidez de lado e se abrir para deixar a luz entrar, ou melhor, deixar a sua luz própria sair, era algo incrível de se ver. Seus olhos marejavam quando era notada da forma que gostaria de ser percebida, alguém vinha e elogiava seus escritos, ela ajudava a pessoa a lidar com algum problema se fosse requisitada, então se sentia bem, se via como a mulher mais linda dessa Terra não importando se esse título pertence a alguém magra com quase dois metros de altura.

Porque quando alguém se aventurava a se jogar no abismo do seu ser e afundar nas profundas do seu intimido, indo percorrer os labirintos da sua mente confusa, se perdendo, afogando, correndo, chegando quase a exaustão, ela lhe dava a mão e abria os braços ao contar um pouco mais sobre si mesma. Deixava a pessoa ver aquelas partes que ninguém sabia que existia, ria ao contar seus medos, chorava com lembranças felizes, abraçava com palavras doces, calmas e conciliadoras, pois aquele era seu momento quando alguém a encontrava no seu verdadeiro lar.

Onde não havia máscaras, receios, quer dizer, talvez só um pouquinho, e conseguia se sentir livre, até tirava a maquiagem, vestia sua blusa de algodão com furinhos, calçava seus chinelos com estampa de pequenos corações coloridos, e se permitia ser quem era da forma mais simples e pura. E quem fosse corajoso o bastante poderia vê-la assim no seu habitat natural, toda á vontade com um livro na mão, fone nos ouvidos, jogada na cama e pernas balançando no ar.

Era bom ser quem era, sem medo de julgamentos, sem raiva de si mesma, apenas se deixava ser e pronto. Ali, naquele mundo particular aquecido com seu próprio Sol, não havia problemas com seu peso e nem de ser uma solteira desde que nasceu. Ela sorria alto até a barriga doer, pensava em personagens, falava com Deus abertamente, imaginava o enredo dos livros que pretendia escrever, lamentava o que passou e se arrependida por não ter feito muitas coisas. E ela era dela, só dela.

Queria mais dias assim, mais meses e anos assim de total liberdade, mas a vida cobrava seu outro lado, aquele mais sério, afundado nos estudos, sem humor amargo, pensando em dietas e exercícios físicos, imaginando quem seria o homem dos seus sonhos e se ele já estava perto de chegar, e ás vezes, ainda deixava Deus em último lugar ou Ele sequer era posto em algum plano. Triste ser quem os outros querem que ela seja, mas se não fizesse isso acabaria nas sombras e sucumbiria por falta de oxigênio.

Então tirava um tempo no meio da loucura para expressar coisas bobas que ninguém iria se importar, mas desejava que alguém se importasse por mais que escrevesse para si e não para os outros. Ela dizia o que pensava, o que lhe acontecia e seus dedos corriam como se dependessem disso para continuarem funcionando senão atrofiariam. Mas era sempre um ato libertador dentro da prisão que lhe era dada e ela a aceitou de aparente bom grado.

Até quando continuaria dessa forma? Será que aguentaria mais tempo vivendo uma farsa? Sendo uma mentirosa? Porque ao omitir essa sua parte do mundo se sentia a pior pessoa e a mais odiosa, queria se perdoar por isso, mas não conseguia porque achava que estava agindo errado. Porém, a culpa nem era tanto dela, apesar dela ser uma covarde, mas enquanto os outros não dão espaço para ela respirar ela cria sua própria atmosfera e dela tira sua sobrevivência.

E ela nem quer tanta coisa, mas apenas que a valorizem por ser quem é, que ninguém queira muda-la. Certo que precisa de alguns ajustes, porém não necessita de uma total transformação, pois está feliz em ser feita de palavras, ela ama ser cheia de letras, vírgulas e reticencias. Ela adorava acordar e passar o dia pensando em pessoas que não existem fora do papel, só queria que essa sociedade do espetáculo fosse mais coração e menos olhos, sabe? Mas enquanto isso ela vai vivendo como pode, seja em sombras ou ofuscada por uma luz esquisita, porém vai indo e espera encontrar pelo caminho quem a amará por suas letras meio tortas.



P.S: Se puder, e quiser, deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. Vou adorar receber <3 
E se quiser me ajudar clique nos anúncios.

Quer conversar sobre algo que sentiu em relação ao texto? Desabafar, pedir ajuda, receber conselhos? Só entrar em contato.


Escrito por: Tatielle Katluryn

Deus quer apagar as lembranças que te fazem chorar



Como você se sentiria se Deus te pedisse para sorrir? Foi esse um dos pedidos que Ele fez a uma moça através de uma oração profética que ela recebeu de um missionário. Ela estava se sentindo tão desesperada, tão perdida e o medo havia novamente a invadido tirando sua calma e paz, então ela teve que deixar a timidez e o orgulho de lado para pedir oração a alguém que sempre faz isso pelos outros. E ficou na expectativa de ouvir algo vindo de Deus, queria que Ele lhe dissesse para onde ir e o que fazer para sua obra crescer, mas em vez de falar dos seus propósitos Ele falou algo que ela não esperava.

Deus falou sobre seu passado. Não da forma que você esteja pensando, pois Ele não mencionou seus erros e inúmeros pecados, mas falou sobre algo que lhe aconteceu e que ela carrega a dor para aonde quer que vá. Ele lhe pediu para abandonar essa mala pesada, Ele quer ela deixe o passado no seu devido lugar e siga em frente. Deus quer que ela recomece, mas Ele pediu para ela recomeçar porque sabe o quanto essa menina se prende ao que lhe fez sofrer, anda por aí como se estivesse tudo bem, mas só Ele sabe o enorme sofrimento que escode de todo mundo.

E foi isso que mais a surpreendeu, pois ninguém praticamente sabia como isso havia lhe destruído, e menos pessoas ainda sabiam o que realmente aconteceu porque quis esconder para não sofrer com sentimentos de pena. Mas Deus falou os anos e meses exatos do ocorrido e lhe pediu para vencer o passado que tanto a assola no presente, pois Ele sabe o quanto isso delimita seus passos, a forma que isso a assombra e faz seu coração tremer frente a algumas atitudes, momentos e sentimentos. Deus não quer que ela sofra mais, Ele já lhe perdoou e agora Ele deseja que ela se perdoe.

Mas só quem já sofreu traumas profundos sabe o quanto é fácil culpar a si mesmo, ás vezes se vendo como vitima e em outros segundos como o causador de tudo. Você chega a se odiar, tem vontade de morrer, só quer que a dor passe, só quer que tudo seja um sonho ruim e que você possa acordar para se sentir livre. Porém, a realidade é dura e te diz que aconteceu, que a dor é verdadeira e você precisa lidar com ela no seu dia-a-dia quando você mais quer é fugir. Todavia, ir embora não é solução porque aonde quer que vá lá estará sua mente lembrando cada detalhe.

Ela queria ter escapado, ter corrido para o mais longe possível, mas quando algo te destrói parece que nada é capaz de diminuir o sentimento, muito menos a distância. Por isso Deus usou o missionário para interceder por ela pedindo que todas as lembranças que a fazem chorar fossem apagadas, que elas sumissem e dessem lugar para seu sorriso. E é isso que Deus quer de cada um de nós que sejamos livres para podermos sorrir porque Ele ama nos ver felizes. Imagina só o Criador do Universo te pedindo para sorrir, ela ficou pensando nessas palavras e só lhe dava vontade de voar para poder abraça-lo.

Logo ela tão pequena, frágil, calada, escondida, mesmo assim Ele a viu chorar, desesperar, querer morrer, Ele sempre esteve ao seu lado e só quer que ela sorria porque Ele não quer mais seu sofrimento, apenas deseja que ela permita que as feridas do passado se tornarem cicatrizes. E ela precisa obedecer ao seu pedido por mais complicado que seja, precisa sorrir mais, deixar a felicidade lhe inundar o peito, chorar menos, agradecer por ter sobrevivido a tempestade que não a afogou. Porque Ele lhe disse que essa dor é para fortalecer a sua estrutura, para se aproximar mais Dele.

E eu creio no proposito da dor por mais horrível que ela seja. É tão comum ver as pessoas se entregarem ao sofrimento e culparem a Deus, mas por um milagre ela conseguiu se arrastar até seus braços de amor e deixar ser consolada. Não é merecedora desse amor, nunca foi e nem será, ainda peca, ainda erra, mas a misericórdia Dele a alcança quando ela se afasta, a levanta quando cai e lhe dá motivos para sorrir quando só quer continuar chorando pelo passado.

Então deixe Deus te fazer sorrir, Ele tem em si a cura que a sua alma precisa, tem motivos suficientes para você continuar, pois Ele não nos botou nesse mundo para desistir e Ele não permitiu o sofrimento para te destruir. Ainda há esperança, uma saída, uma porta para se abrir, um lar para se refugiar. Deus quer construir um hoje mais feliz, lhe dá um agora cheio de luz. Aceite esse abraço, perdoe, ame, siga, e sorria, sobretudo, sorria.

“Há tempo de ficar triste e tempo de se alegrar; tempo de chorar e tempo de dançar.” (Eclesiastes 3:4) 

Para complementar ouça a música: Liberdade - Daniela Araújo 


P.S: Se puder, e quiser, deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. Vou adorar receber <3 
E se quiser me ajudar clique nos anúncios.

Quer conversar sobre algo que sentiu em relação ao texto? Desabafar, pedir ajuda, receber conselhos? Só entrar em contato.

Escrito por: Tatielle Katluryn